1. ohyouletsfuck:

    ohyouletsfuck:

  2. zgonzazgonem:

The l word na We Heart It.

    zgonzazgonem:

    The l word na We Heart It.

  3. flannelsnbeanies:

    KATE

  4. (Source: r-ecaida)

  5. (Source: acalentador)

  6. INEVITÁVEL

    Há uma parte minha que se apagou, borrou, sumiu. Um buraco. Sim, um buraco. Porém mora la ainda uma lembrança simples, deformada, apagada, porém sempre lá, sempre alerta esperando que um dia a gente de certo, e dessa vez eu juro que não vou te deixar escapar. Não vou te perder. Se hoje tenho nojo de casais apaixonados, e não gosto de me prender a ninguém, é porque não tenho você e ninguém é você. Tudo era diferente contigo, a sensação de estar apaixonada me dava vida, era tão bom, eu parecia invencível, como se nenhum problema pudesse me afetar porque eu tinha você. Você me dava um proposito, um rumo, esperança e luz. Você me dava poderes inimagináveis e uma força voraz, com você eu não tinha medo de por tudo a perder e arriscar. Eu corria em cima da corda bamba sem ter medo de cair e em cima de cacos de vidro sem ter medo de me machucar, dava tiro no escuro, eu era corajosa, não fingia estar bem, eu realmente estava. Não precisava de mentiras para suportar o dia. Minha unica preocupação era se eu estava te fazendo tão feliz na mesma proporção que tu me fazia e isso me dava um certo frio da barriga, mas era bom. Tudo era bom. Ainda lembro dos teus lindos olhos castanhos e de como eles brilhavam acompanhados daquele sorriso lindo que me iluminava. É foi amor sim, não pode ter sido outra coisa. Houve paixão, claro, mas até a paixão já era amor, já era algo muito maior do que se podia imaginar. Ainda há muito de você em mim, eu ainda escrevo sobre você, é tudo sobre você. Ainda há você nos meus sonhos, eu nunca parei de sonhar com você e não entendo isso. Não entendo como ainda consigo me sentir tanto a tua falta e me sentir tão tua. E não sentir vontade nenhuma de namorar outras pessoas ou me apaixonar, nunca mais me senti nem perto de como me senti contigo, com alguém. É como se eu ainda estivesse presa a você, te esperando todos os dias, para que então eu possa tirar meu coração da geladeira. Dói mas ao mesmo tempo me faz feliz saber que um dia eu já fui digna de ter você e te conheci. Mas isso tudo e esses sentimentos e pensamentos, guardo só pra mim. Tenho medo dos invejosos roubarem o pouco de ”nós” que ainda existe. As vezes as pessoas me perguntam de você e a minha garganta se fecha: você ainda é o assunto que eu não consigo tocar. Você é o verbo que eu não consigo conjugar, você é a canção que nunca mais tocou… É a palavra sussurrada em gritos. Você é minha coragem amedrontada, meu sonho interrompido, minha última tentativa. E o meu único amor.

    Você é o segredo da realidade mais perfeita que já se existiu.

    - Júlia Vargas.

  7. INVOLUNTÁRIO

    Eu insisto em pensar em você e transformar saudade em insonia. Me alimentar de passado e reviver nossos momentos no meu sub consciente. Todos os estágios da nossa história são revividas e reescritas varias e varias vezes na minha cabeça. Não sei porque isso acontece, ou o que eu procuro fazendo isso. Talvez procuro simplesmente em busca desse arrepio que me da toda vez que me lembro do teu sorriso. Essa sensação que eu definitivamente não sei descrever, mas eu sei que é boa de se sentir, ou talvez não. É tortura demais na verdade, mas mesmo assim é bom, é como se estivesse conectada a ti de alguma forma ainda. Durante muito tempo eu quis te esquecer e deixar pra trás tudo de mais bonito que vivi e senti. Desejava ter uma uma parte da memoria apagada, e me entorpecia para não ter que lembrar. Eu queria esquecer tudo, mas não era justo. Você nunca fez qualquer mal pra mim que me faça ter vontade disso. E que tipo de pessoa eu seria em querer esquecer a época em que eu fui mais feliz em toda a minha vida? Ou a época em que eu mais me orgulhava de mim e de como eu era. Sem você tudo ficou galado e calado, tudo não passa de frieza, amargura, medo, insegurança, desconfiança, arrogância, ego gigante, sarcasmo, nojo e vazio. É tudo frio. O que me mantem viva e aquecida são as lembranças que insistem em dançar na minha mente e que permito, volta e meia vem a saudade me lembrar daquela que eu era e nunca mais tornei a ser. Como se eu saísse do meu corpo e me enxergasse ainda estática, com o mesmo semblante de anos atrás. Eu era exageradamente feliz e nada me faltava. Meu romantismo foi embora junto com você. E todas as minhas mudanças depois da sua partida só me mostraram o quanto você ainda me faz falta. Como se eu tivesse apostado minha última moedinha em você e agora estivesse a pé na vida, sedenta e desabrigada. De alguma forma você nunca mais saiu da minha cabeça, como um filme que nunca mais parou de reprisar, todos os dias, e todas as horas.

    Você mudou tudo. Mudou minha vida, mudou a tua, mudou de amor… Mas eu continuo a mesma. Minha, tua e de ninguém.

    - Júlia Vargas.

  8. Finale

     Lembro-me perfeitamente da música que estava ouvindo naquele dia 31, das mensagens que estava trocando com você até então, da sensação triste do adeus muito antes de ter falado com você, misturado com o medo de te perder pelo que eu teria que fazer. E então antes que eu pudesse perceber, só pude sentir o mundo se abrindo em baixo de meus pés; era tão estranho, a visão de um futuro sendo deletado após algumas palavras minhas… E qual foi o primeiro pensamento que me veio a mente? ”Ela nunca vai saber o que aconteceu de fato, o quanto eu a amei, e que foi o melhor pra ela, nunca vai saber o quanto eu vou pensar nela todos os próximos dias de minha vida, e que eu abri mão da minha felicidade para vê-la feliz.”.  E quando eu finalmente cai em mim, e percebi que aquilo estava acontecendo de fato; a única pessoa que consegui pensar foi em ti. Isso explica perfeitamente porque eu te liguei desesperadamente um dia depois. Precisava ouvir tua voz, saber que ainda teria chance de te abraçar e te ver pela ultima vez, oficializar um adeus, ter uma despedida. A ligação caiu antes mesmo que você pudesse responder. E em poucos segundos aquele momento foi crucial para que eu pudesse entender que eu não poderia te ligar de novo, não poderia te ver. Porque se eu fizesse isso, eu teria mudado de ideia. E não largaria você por nada.

    Te guardei como minha lembrança mais bonita.

    - Júlia Vargas.